• Shopping Centers

Shopping Centers

Produtos para proteção em Shopping Centers:

Incêndio shopping em Kemerovo na Rússia deixou dezenas de vitimas e feridos em 2018.

img sc 1 2

O Brasil é o segundo país da América Latina no ranking de shoppings, com aproximadamente 600 estabelecimentos espalhados nas capitais e também cidades em ascensão.

Ao visitarmos estes estabelecimentos, a nossa sensação é de tranquilidade, segurança e conforto. Decorrente de uma arquitetura esbelta e moderna, corredores amplos, ambientes bem organizados e bem iluminados.

Porém, como estamos tratando de segurança contra incêndios, a pergunta que fica é: “os centros de compras são efetivamente seguros?”; levando em consideração principalmente um grande número de visitantes, incluindo crianças e idosos com deslocamento limitado, e principalmente os dispositivos de segurança contra incêndios que os shoppings adotam ou podem adotar para garantir este nível de segurança.

Historicamente, podemos nos recordar de alguns casos de incêndios nos centros de compras que infelizmente geraram vítimas, mas com propósito de analisarmos quais as possíveis falhas e como poderiam ter sido evitadas ou minimizadas.
 
Kemerovo, Rússia

Kemerovo, Rússia

Um dos casos mais recentes ocorreu em 2018 na Rússia, na cidade de Kemerovo no shopping Winter Cherry, uma edificação construída recentemente (2014), resultou em 60 fatalidades, sendo mais da metade de crianças, além de ferir 79 pessoas.
Era domingo, dia onde os centros comerciais estão com mais visitantes, o incêndio teve início pela área de recreação infantil e salas de cinema que ficavam localizados no 4º e último pavimentos. As investigações apontam algumas das irregularidades detectadas, dentre elas o não funcionamento do alarme de incêndios, saídas de emergência bloqueadas, como também a rápida propagação das chamas e alta geração de fumaça densa pelos ambientes.
A compartimentação de ambientes poderia ter auxiliado no confinamento do fogo e fumaça através das paredes e lajes, garantindo assim maior tempo para as pessoas poderem evacuar o ambiente em segurança. Através dos vídeos deste incêndio, é possível constatar que o fogo e fumaça se espalharam por todo o pavimento em poucos segundos, afetando significativamente a visibilidade e segurança para as rotas de fuga. Infelizmente foi relatado que algumas portas de rotas de fuga estavam trancadas, o que dificultou a evasão e é considerada uma das medidas de proteção passiva mais importantes.
Como as chamas atingiram inicialmente a área de lazer do shopping, nesta área especialmente havia uma grande concentração de materiais de acabamento e revestimento combustíveis de baixo desempenho de reação ao fogo, gerando assim uma grande quantidade de fumaça densa que tomou conta de todo o ambiente. Uma das sobreviventes que estava no local do início do incêndio, relatou:
“As luzes do ambiente não eram mais suficientes, ficou bastante escuro e com muita dificuldade de localizar a saída”.
Além da fumaça havia também a alta propagação das chamas para outros elementos combustíveis como os próprios brinquedos e mobílias estofadas do cinema.
Para garantir maior segurança em situação de incêndio, é recomendado que todos os materiais de acabamento e revestimento, não somente das áreas comuns dos shoppings, mas também das lojas e centros de lazer e entretenimento, possuam um bom comportamento de reação ao fogo, gerando baixíssimas quantidades de fumaça e evitem que as chamas se propaguem pelo material de revestimento e acabamento agravando o princípio de incêndio.
No Brasil, a maioria das unidades federativas adotam estas exigências, consulte o Corpo de Bombeiros local ou o engenheiro de segurança contra incêndio.

País: Rússia
Ano: 2018
Total de vítimas: 64
Causa: Curto Circuito ou Criminal (sob investigação)
Agravantes do incêndio: Falha no alarme de incêndio | Materiais de alta propagação de chamas e fumaça | Saídas bloqueadas
Davao, Filipinas

Davao, Filipinas

Outro caso muito similar ao shopping da Rússia ocorreu em 24 de dezembro de 2017 em Davao, sul das Filipinas. O Shopping Davao City era composto de vários tipos de lojas, inclusive lojas de móveis e roupas, e também um call center 24 horas.
Segundo as autoridades o principio de incêndio foi em uma das lojas de móveis localizada no terceiro andar, as chamas e fumaça se alastraram por todo o terceiro pavimento e rapidamente subiram para o quarto e último pavimento da edificação, atingindo o call center e vitimando 37 trabalhadores.
Como o fogo e fumaça atingiram o ultimo pavimento em questão de minutos, é possível afirmar que, não havia compartimentação vertical eficiente nesta edificação.
Ao implantar um sistema de compartimentação vertical ou horizontal, atentem-se ao sistema construtivo da parede e/ou laje que deve atender ao tempo requerido de resistência ao fogo (TRRF), fornecendo estanqueidade à fumaça e chamas, integridade mecânica e isolamento térmico. Não se esquecendo das passagens e vãos que devem possuir dispositivos Certificados e compatíveis com a compartimentação, sejam eles passagens de tubulações hidráulicas, dutos de ventilação, cabeamentos elétricos, portas e janelas. Estas medidas visam restituir o tempo de resistência ao fogo de aberturas e instalações existentes em todas edificações.

País: Filipinas
Ano: 2017
Total de vítimas: 37
Causa: Curto Circuito ou Criminal (sob investigação)
Agravantes do incêndio: Falha no alarme de incêndio | Materiais de alta propagação de chamas e fumaça | Saídas bloqueadas
Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Infelizmente o Brasil não fica de fora das estatísticas de incêndios em grandes centros comerciais, o Nova América Shopping, no Estado do Rio de Janeiro, com cerca de 300 lojas, foi tomado pelo fogo em 16 de Maio de 2015 e mobilizou cerca de 100 bombeiros para o combate e rescaldo. Por sorte o shopping estava vazio por conta do feriado de Carnaval, quando as lojas abriam mais tarde.
Itupeva, São Paulo

Itupeva, São Paulo

Outros casos englobam os chamados Outlets, que parecem menos perigosos por terem lojas em ambientes abertos e mais espaçados. No entanto, quando observamos a construção e uso de isopainéis com miolo combustível, é importante ressaltar que o controle de materiais de acabamento e revestimento, não se limita a áreas internas, mas também às fachadas e revestimentos externos das construções. No incêndio de um Outlet em Itupeva, observa-se que o material de revestimento externo possuía comportamento que permitia a propagação de chamas e emissão de muita fumaça.
Como conclusão, é importante verificar todas as medidas de segurança contra incêndio aplicáveis aos grandes centros comerciais. Por experiência, observamos que muitos shoppings centers se descuidam da segurança contra incêndio nos seguintes quesitos:
  • Cozinhas e seus dutos de exaustão, que ao acumular gordura em excesso por toda sua extensão e não terem a limpeza frequente, podem ignizar e levar o fogo e fumaça a outros ambientes por onde passa;

  • Materiais de acabamento e revestimento: a decoração de painéis em parede, forro e piso quando combustíveis, devem atender a duas propriedades de reação ao fogo (propagação de chamas limitada pela NBR 9442 e baixa densidade óptica média de fumaça, determinada pela ASTM E 662), isso deve ser exigido de cada lojista antes do início das operações da loja;

  • A compartimentação de ambientes em shoppings é complexa, pois deixa e permite grandes vãos sem a devida propriedade corta-fogo, inclusive de átrios que atravessam o estabelecimento de forma vertical, permitindo a rápida propagação de fogo e fumaça a outros ambientes. É possível resolver isso com sistemas de acantonamento de fumaça em vidro especial desenhado para isso e sistemas automatizados de cortinas resistentes ao fogo, acionadas quando detecta-se fumaça;

  • Áreas infantis e decorações de época como Natal, hoje em dia, empregam abundância de materiais plásticos, o que exige uma atenção maior, já que muitas vezes fiações e gambiarras são improvisadas e misturadas a estes elementos extremamente combustíveis. O shopping pode exigir que os materiais empregados atendam à boa reação ao fogo e exigir por exemplo, materiais já aditivados com retardantes ou tratamentos nos casos em que for possível. Alguns brinquedos em fibra de vidro resinada de poliéster por exemplo, podem receber tratamento com tinta intumescente antes do acabamento, sem isso, é um material muito combustível;

  • Sinalização precária: por ser uma medida simples, mas eficiente de proteção passiva, os shopping centers deveriam investir mais nesta medida e tornar o ambiente muito bem sinalizado. Isso faz a diferença em ambientes de grandes multidões e em situação de emergência. Um local mal sinalizado e cheio de fumaça, pode se tornar em um labirinto humano rapidamente.

O que os clientes podem fazer?
  • Verifique e solicite à administração do shopping a sua licença vigente junto aos Bombeiros;

  • Sempre que perceber alguma medida de segurança contra incêndio deficiente ou equipamento com mal funcionamento como portas corta-fogo que não fecham automaticamente, comunique ao shopping;

  • Em ambientes infantis, pergunte se o ambiente possui as devidas licenças e rotas de fuga e saída de emergência bem sinalizadas;

  • Ao notar qualquer incêndio, fumaça, acione o sistema de alarme e busque a saída de emergência sem gerar pânico.

Siga a CKC

Central de Atendimento

(11) 5584-6380
Envie uma mensagem